Monthly Archives: fevereiro 2017

20 02, 2017

Pinceladas poéticas

2017-02-20T01:27:30+00:00 20 de fevereiro de 2017|0 Comments

Carioca das velhas, e bestas, e ultrapassadas, rivalidades com os paulistas, Santos ou Botafogo, Pelé ou Garrincha, SBT/Band/Record ou Globo, Adoniran ou Noel Rosa (essa, eu inventei agora), litoral de São Sebastião ou Região dos Lagos, Maria Julia Coutinho ou Maju, ainda sofro para reconhecer fato inquestionável: Sampa vem agitando polêmicas nas hostes pensantes(?) do

16 02, 2017

Obsessões musicais (IV)

2017-02-16T15:52:22+00:00 16 de fevereiro de 2017|0 Comments

Cita-se Luiz Melodia e as legiões de fãs pelo Brasil todo o associam, o amarram a Pérola Negra, te amo, te amo. Eu também me ligo nessa liga, mas nem sempre. Rasgo a camisa, enxugo meu pranto e forço minha libertação do que era ruim nas minhas recordações do Rio de Janeiro, Centro da Cidade,

12 02, 2017

Poemas de uma candanga agarrada

2017-02-12T00:29:33+00:00 12 de fevereiro de 2017|1 Comment

Quem eventualmente já se muniu de coragem e desassombro para me ler neste blog sabe que minha praia (marítima) é a prosa. Admiro de forma subsidiária a poesia, minha praia do Araguaia. A dúvida é se eu sairia de casa para percorrer as estantes de uma livraria (hoje, tão poucas, com mais vendedores desinformados, mezaninos

4 02, 2017

Alguns guardados (II)

2017-02-04T18:48:24+00:00 4 de fevereiro de 2017|0 Comments

Cada indivíduo faz a delação premiada que merece. Sou vascaíno, não desejo acabar em Bangu. Se por desdita me conduzirem coercitivamente para hospedagem no aprazivel resort do bairro do subúrbio carioca onde um dia sediada famosa companhia de tecidos, baterei o pé e levarei em minhas mãos dez ventiladores (cinco é pouco), celular com internet