Arte sobre rodas (VII)

Encontramo-nos no quinto dia de julgamento do impeachment. Ouço, no momento, o discurso de um dos senadores do Acre. Claro que todo mundo está exausto por causa da natureza do processo e de sua duração – tanto os que querem a presidente mantida no cargo como os que não querem a presidente mantida no cargo. Já me esquecia: o cansaço atinge de igual maneira aqueles e aquelas que são indiferentes ao resultado do voto dos parlamentares nesse momento trágico de nossa história política.

Pela importância da questão, não desligo a tv mas dou uma diminuída no volume do som de arte (aqui, sem referências ao nosso título acima e ao desempenho dos julgadores e julgadoras no  Senado da República) a acompanhar as falas sem prejuízo de minha pretensão em escrever algo sobre as viagens do Mapati.

Vou tentar fazê-lo listando em ordem alfabética as cidades brasileiras por onde passamos apresentando nossos trabalhos artísticos, em nosso caminhão-palco ou não, dispondo-as encimadas pelo nome, também em ordem alfabética, dos correspondentes estados, não registrado o Distrito Federal. Daí o início pela letra “a”, de Acre, referido no começo desta postagem, e por nós percorrido sem patrocínio algum, na medida em que nos valemos à época (janeiro de 2004) de uma parte de nossa remuneração oriunda de projeto que somente se estendia até Rondônia.

Antes entretanto me permito arrolar os estados ainda não visitados profissionalmente pelo Mapati, “dívida” que vamos resgatar o mais breve possível e com isso abarcar todas as regiões do Brasil: Alagoas, Amapá, Amazonas, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Roraima e Santa Catarina.

Imagens retiradas da internet
Imagens retiradas da internet

Acre – Rio Branco

Bahia  – Brumado, Porto Seguro e Santa Cruz de Cabrália

Ceará – Aracati, Canindé, Crato, Fortaleza, Juazeiro do Norte, Sobral e Tabuleiro do Norte

Espírito Santo –  Guarapari, Iconha, Vila Velha e Vitória

Goiás – Alto Paraíso de Goiás, Alvorada do Norte, Anápolis, Aparecida de Goiânia, Caldas Novas, Campos Belos, Catalão, Ceres, Cidade de Goiás, Corumbá de Goiás, Cristalina, Divinópolis de Goiás, Flores de Goiás, Formosa, Goianésia, Goiânia, Goiatuba, Iaciara, Inhumas, Ipameri, Iporá, Itaberaí, Jaraguá, Jataí, Joviânia, Luziânia, Mineiros, Morrinhos, Niquelândia, Novo Gama, Palmeiras de Goiás, Piracanjuba, Pirenópolis, Pires do Rio, Planaltina de Goiás, Pontalina, Porangatu, Posse, Quirinopólis, Rio Verde, Santa Helena de Goiás, São Luís de Montes Belos, São Domingos, São João De Aliança, Silvania, Trindade, Uruaçu, Valparaízo de Goiás

Maranhão – Bacabal, Imperatriz, Santa Inês e São Luis

Mato Grosso – Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Barra do Garças, Barra dos Bugres, Cáceres, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Colíder, Cuiabá, Girantiga, Jaciara, Jangada, Lucas do Rio Verde, Poconé, Poxoréu, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Tangará da Serra e Várzea Grande

Mato Grosso do Sul – Água Clara, Aquidauana, Bela Vista, Bonito, Campo Grande, Corumbá, Dourados, Fátima do Sul, Maracaju, Nova Andradina, Paranaíba, Pontaporã, Rio Brilhante, Sidrolândia, Terenos e Três Lagoas

Minas Gerais – Almenara, Araçuaí, Betim, Contagem, Jequitinhonha, Juiz de Fora, Paracatu, Pedra Azul, Sete Lagoas e Três Corações

Pará – Ananideua, Belém, Benevides, Bujaru, Castanhal, Concórdia do Pará, Paragominas, Santa Isabel do Pará, São João  Pirabas

Paraná – Curitiba

Paraíba – Campina Grande e João Pessoa

Piauí – Teresina

Rio de Janeiro – Duque de Caxias e Rio de Janeiro

Rio Grande do Norte – Natal

Rondônia – Ariquemes, Cacoal, Jaru, Ji-Paraná, Pimenta Bueno, Porto Velho, Presidente Médici e Vilhena

São Paulo –  Aparecida, Guarulhos, Jales e São Paulo

Sergipe –  Itabaiana

Tocantins – Araguaína, Arraias, Conceição do Tocantins, Dianópolis, Gurupi, Natividade, Palmas e Porto Nacional

31 de agosto de 2016

(206)

mmsmarcos1953@hotmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *