Mapati

About Mapati

This author has not yet filled in any details.
So far Mapati has created 301 blog entries.
24 11, 2018

Memórias/Memorialistas (LVIII)

2018-11-24T17:02:52+00:0024 de novembro de 2018|0 Comments

http://obviousmag.org/archives/2007/06/o_corpo_humano.html A morte, na sua indiferença absoluta, é o limite da sedução dos engajamentos sociais. Por isso, ela tem o poder de fechar feridas, enterrar ternuras e inaugurar saudades. (Roberto Damatta) Arrematei a postagem anterior, que com esta se coliga em todo o seu enredo, com a declaração de que não uso luvas, nem as

17 11, 2018

Memórias/Memorialistas (LVII)

2018-11-17T23:19:56+00:0017 de novembro de 2018|0 Comments

E o perfume que tem cada coisa. O vento tem um perfume, a luz branca cheira a jasmim, o vermelho a maça, o amor que a gente sente por alguém é cor de rosa... Posso sentir o perfume que exala de cada animal, cada objeto, cada árvore, todo ser vivo ou morto. (Monólogo teatral Sofia,

26 10, 2018

Obsessões musicais (XIV)

2018-10-26T20:56:17+00:0026 de outubro de 2018|0 Comments

Fantasma discreto, o tempo fica, a certa altura da vida, mais espesso. (Cristovão Tezza) Luís XIV governou a França por muitas décadas, o blog sou eu. Numa trajetória bem mais modesta, chego a este sonoro tópico xará do rei francês no algarismo romano para realmente admitir que pretendia aqui estacionar por desmedido tempo na lavratura

10 10, 2018

Vovô pagodeiro

2018-10-10T15:17:16+00:0010 de outubro de 2018|0 Comments

A cultura é o território da beleza, da sofisticação e do encontro entre gentes. (Luiz Antonio Simas) É saudável se conceder pausa e ignorar a batalha eleitoral. No octógono, para delírio da massa varada de fanatismo, dois lutadores se entredevoram. Um se apresenta trajando farda de milico, autêntico personagem de livros do Gabriel García Márquez, e o

17 09, 2018

Poemas de uma carioca desgarrada (XXII)

2018-09-17T00:39:03+00:0017 de setembro de 2018|0 Comments

Quem me dera o estilo do suicida em seu último bilhete. Isto sim é conhecer o sortilégio” (Dalton Trevisan)   Minha namoradinha de pré-adolescência (rolava beijo?), manufaturadora de objetos e coisinhas que fascinariam Tati Bernardi (roteirista bem sucedida, mulher quanto mais braba, mais sedutora), a toda toda bisavó Alana se engajou neste setembro, o mês mundial de

26 08, 2018

Eneagrama (II)

2018-08-26T16:34:17+00:0026 de agosto de 2018|0 Comments

Inúmeras estórias e lendas retratam esta luta do arquétipo do herói contra seus adversários, geralmente representados por três ou quatro missões ou provas iniciáticas, ou ainda nos inimigos que o protagonista transforma em aliados para vencer o antagonista principal durante o decorrer da narrativa. A mais conhecida talvez seja a estória do Mágico de Oz,

22 07, 2018

Eneagrama

2018-07-22T19:36:50+00:0022 de julho de 2018|0 Comments

Aprendi que a palavra não foi feita para enfeitar, mas para dizer. - Geovani Martins - Consenso geral, os blog, nimbados todos de autorreferências, são das mais crepitantes fogueiras de vaidades. Num paradoxo, aproveito vaidosamente meu plantão neste espaço (autoridade houve que, noutra beirada do caldeirão dos desatinos judiciários, obrou em pleno desfrute de merecidas férias)