Mapati

Memórias/Memorialistas (LVIII)

http://obviousmag.org/archives/2007/06/o_corpo_humano.html A morte, na sua indiferença absoluta, é o limite da sedução dos engajamentos sociais. Por isso, ela tem o poder de fechar feridas, enterrar ternuras e inaugurar saudades. (Roberto Damatta) Arrematei a postagem anterior, que com esta se coliga em todo o seu enredo, com a declaração de que não uso luvas, nem as …

Memórias/Memorialistas (LVIII) Leia mais »

Vovô pagodeiro

A cultura é o território da beleza, da sofisticação e do encontro entre gentes. (Luiz Antonio Simas) É saudável se conceder pausa e ignorar a batalha eleitoral. No octógono, para delírio da massa varada de fanatismo, dois lutadores se entredevoram. Um se apresenta trajando farda de milico, autêntico personagem de livros do Gabriel García Márquez, e o …

Vovô pagodeiro Leia mais »

Poemas de uma carioca desgarrada (XXII)

Quem me dera o estilo do suicida em seu último bilhete. Isto sim é conhecer o sortilégio” (Dalton Trevisan)   Minha namoradinha de pré-adolescência (rolava beijo?), manufaturadora de objetos e coisinhas que fascinariam Tati Bernardi (roteirista bem sucedida, mulher quanto mais braba, mais sedutora), a toda toda bisavó Alana se engajou neste setembro, o mês mundial de …

Poemas de uma carioca desgarrada (XXII) Leia mais »

Eneagrama (II)

Inúmeras estórias e lendas retratam esta luta do arquétipo do herói contra seus adversários, geralmente representados por três ou quatro missões ou provas iniciáticas, ou ainda nos inimigos que o protagonista transforma em aliados para vencer o antagonista principal durante o decorrer da narrativa. A mais conhecida talvez seja a estória do Mágico de Oz, …

Eneagrama (II) Leia mais »