Mapati

Lucia Veríssimo

Enviei-lhe uma mensagem eletrônica no remoto dia 25 de março de 2010, a qual, abaixo transcrita em parte, não foi respondida, talvez porque o endereço (luciaverissimo@luciaverissimo.com.br) já estivesse cancelado àquela época; o de hoje, vejo no seu site, é canela@luciaverissimo.com.br . Nessa minha correspondência, de par com as recordações, eu aventava uma possível parceria entre você …

Lucia Veríssimo Leia mais »

Alice

Numa postagem anterior, referi uma Alice – que não a minha adorada netinha caçula -, acerca de quem apresento o registro abaixo, dolorosamente, na esteira da semana da trânsito, realizada nesse setembro último, campanha que já contou com participações do Mapati. Aliás, um de meus ex-cunhados, médico, trabalhou muitos anos no projeto chamado Anjos do …

Alice Leia mais »

Memórias/Memorialistas (II),

Falávamos do Paulo Duarte. A abertura de suas “Memórias” vem com esta epígrafe: “Razões de defesa por ter vivido…” Poderíamos parar por aqui, nada mais precisaria ser dito a respeito do antropólogo. Aliás, um homem que politicamente seria hoje tido por extremamente conservador, chegadíssimo que era aos Mesquita do Estadão. O problema da nossa esquerda (a …

Memórias/Memorialistas (II), Leia mais »

Memórias/Memorialistas

Recebi um estímulo da crônica escrita pela Clara Arreguy na última Vejinha/Cerrado, uma boa ideia de “regionalização” (da Vejona, saudades de quando era menos partidária). Nela, a jornalista registrou sua “Paixão pelos livros”. Numa primeira mirada, poderíamos criticá-la por expor vaidades, embora o Livro de Eclesiastes (obrigado, amigo Cunha) nos diga sabiamente que “tudo é …

Memórias/Memorialistas Leia mais »

Corujice II

De vez em quando – ou melhor, em datas aprazadas; ou melhor ainda, sempre -, sou atacado pela força avassaladora que derruba todos os avôs (de igual sorte, as avós). Nesse último dia 23, segunda-feira, início da primavera, minha netinha caçula, Alice (brevemente, falarei de uma outra Alice, em episódio doloroso), fez 5 anos. Carioca/candango …

Corujice II Leia mais »

Carrossel

Um dia, lá se vão quase 20 anos, apareceu no Mapati uma menina interessada em fazer teatro. Estava acompanhada da mãe, viu-se no momento e confirmou-se depois, uma verdadeira mãe de miss. Matriculada, começou a frequentar o curso regular de artes cênicas. Aluna aplicadíssima, assídua, pontual, de um profissionalismo impressionante. Tereza Padilha, a então professora …

Carrossel Leia mais »

Arte sobre rodas (II)

Estávamos em Rio Branco (AC). Cidade bem traçada, razoavelmente limpa, simpática e acolhedora. Porém, distante, muito distante de Brasília, 3.200 km por via terrestre. Imaginem vencer esse percurso de caminhão, seguido de micro-ônibus – a fronteira da Bolívia, à nossa esquerda, não acabava nunca e nossa delegação, de 17 pessoas, afligia-se com aquele cenário. As …

Arte sobre rodas (II) Leia mais »

Neve

Nestes tempos de integração cultural  Brasil / Alemanha, para onde brevemente vai uma penca de bons escritores brasileiros com objetivo de participação em feira literária (sinceramente, fico feliz com isso), parece-me oportuno consignar que o Mapati logrou habilitação em projeto que acalentava há muitos anos. Vejam que estamos falando de habilitação – portanto, fase primeira – …

Neve Leia mais »

Arte sobre rodas

“(…) Levar cultura por todo Brasil, abrangendo praticamente qualquer localidade por mais inacessível. O caminhão é um teatro que vai até o público, com toda a estrutura necessária (microfones, equipamentos de som e iluminação), e se presta à apresentação nas ruas, sem limite de plateia. Nesse palco móvel o Mapati percorreu até hoje mais de …

Arte sobre rodas Leia mais »