Poemas de uma carioca desgarrada (XXII)

Poemas de uma carioca desgarrada (XXII)

Quem me dera o estilo do suicida em seu último bilhete. Isto sim é conhecer o sortilégio”

(Dalton Trevisan)  

Minha namoradinha de pré-adolescência (rolava beijo?), manufaturadora de objetos e coisinhas que fascinariam Tati Bernardi (roteirista bem sucedida, mulher quanto mais braba, mais sedutora), a toda toda bisavó Alana se engajou neste setembro, o mês mundial de prevenção do suicídio, chamado também de Setembro Amarelo.

Falar sobre o tema é sempre difícil, complicado. Não à toa, Albert Camus ponderou que “só existe um problema filosófico realmente sério: é o suicídio. Julgar se a vida vale ou não a pena ser vivida é responder à questão fundamental da filosofia. O resto, se o mundo tem três dimensões, se o espírito tem nove ou doze categorias, aparece em seguida. São jogos.”

Sucede que a até hoje minha amiga Alana exortou todos e todas a se integrar na campanha participando, no próximo dia 30, no Parque do Sudoeste, em Brasília, das 9h às 11h, do encontro  Pontos que unem. O convite diz para cada um/uma levar seu tricô, crochê, bordado, macramé e, enquanto fazemos os pontos, iremos nos conhecer, trocar experiências estéticas, conversar, aprender e sobretudo nos abraçar, afastando a ação desesperadora muita vez motivada pela solidão, pela tristeza, pelo abandono, pelo descaso, por não se ter um bom papo, pela falta de alguém para segurar a mão – enfim, pelo desamor.

Não poderei ir já que na data aprazada estarei fora de Brasília. Não será uma ausência sentida pelo menos quanto ao bordado, haja vista (sem trocadilho) que, em matéria de habilidades manuais, não consigo passar uma linha pelo buraco da agulha.

Até lá, pedirei a Alana que leia no evento poesia da Norma, adiante transcrita, uma das melhores amigas dela.

Pensando bem… não farei isso. Nos dias que correm, as pessoas neste país se apresentam muito literais, radicalizadas, dogmáticas, e alguns dos versos do belo poema podem transformá-lo numa elegia, desarmonizando-se com os propósitos dos artesãos e artesãs que vão se deslocar para a comunhão no bairro do Sudoeste.

br.freepik.com

 

AMOR SENSUAL

Amor com senso
Visual
Estético
Plástico
Amor na medida certa
Do belo
Do passageiro
Do efêmero
Do etéreo
Não do eterno
Amor com textura de seda
Amor com perfume de dama-da-noite

Amor noturno
Difuso
Pagão
Bendito
Maldito

Amor que centra
Que desorienta
Que encontra
Que profana
Que benze
Que faz gemer
Que faz tremer
Que faz gozar
Que faz morrer.

Norma Martins
bHz / 1997

#Dalton Trevisan   #Tati Bernardi   #Setembro Amarelo   #Suicídio   #Albert Camus   #Parque do Sudoeste (Brasília)   #Pontos que unem    #Tricô   #Crochê   #Bordado   #Macramé

17/09/2018
(284)
mmsmarcos1953@hotmail.com

2018-09-17T00:39:03+00:0017 de setembro de 2018|0 Comments

Leave A Comment